Páginas

maio 07, 2013

Meu mundo

O mundo meu é pequeno, Senhor.
Tem um rio e um pouco de árvores.
Nossa casa foi feita de costas para o rio.
Formigas recortam roseiras da avó.
Mas meu mundo é grande, Senhor
Da copa das árvres frondosas,

                                                             
do fundo do rio
do marulhoso mar
a extenção do horizonte
à perder de vista
Nos fundos desse quintal,

há um menino e suas latas.

Sol de Barros, reinventado.


3 comentários:

  1. Tudo depende do ponto de vista de cada um, em ser grande ou pequeno demais. Basta estarmos atentos a enxergar a imensidão que nos rodeia. Tudo é muito grandioso e belo! De uma delicadeza notória apenas aos mais sensíveis. Aqueles que conseguem ver além dos outros. E sentir tudo com o coração! Não importa se é grandioso ou não, apenas que consiga tocar você de alguma forma. By Luka Antar

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Que casa arrumada... Vejo que a pesquisa bloguistica rendeu bons frutos, mas de certo seu mundo, pequeno, senhor, 'manoel-barrou-se' com poesia rara... Sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Um pequeno mundo "cá fora" que ressurge imenso "cá dentro" d'uma amplidão de ser...

    ResponderExcluir