Páginas

novembro 29, 2013

Instantes

O maravilhamento de se chegar a esse sentir, é imediatamente substituído pelo medo de perdê-lo,
de deixar isso passar sem o aproveitamento...
Mal eu consigo assimilar a força e profundidade desse sentimento, e ele parece me escapar.
 Como num flash de luz, eu tenho a permissão breve de entender esse todo,
e em seguida, eu sei que ele fugirá de meu campo de compreensão.
Eu tenho que aceitar a contragosto, a passagem do tempo, que me ultrapassa veloz...
Somos instantes.

Um comentário:

  1. Somos às vezes tão carentes de instantes de felicidade, nessa vida em sociedade louca que nós mesmos construímos, que antes mesmo de aproveitar um momento já temos medo de perdê-lo. É muito difícil viver um domingo sem pensar em algum momento na segunda-feira. Talvez estejamos perdendo um pouco a capacidade de aproveitar as coisas por excesso de preocupação. Espero que não. Abraços!

    ResponderExcluir