Páginas

março 12, 2014

Gestação

"...Eu sempre sonho que uma coisa gera, nunca, nada está morto.
O que não parece vivo aduba, o que parece estático, espera."
Adélia Pradeando-me
                                                   




Um comentário: