Páginas

abril 03, 2014

Poema Vivo


Poesia tem um sentido maior que de fazer rima ou falar de sentimentos. Ou de caber numa folha de papel.
Quando se lê ou escreve, é como ter a memória de muitas pessoas de uma só vez.
Poema extravasa seus bordos pra alcançar a tudo, e todos com manto invisível de significados.
Como se reunisse naquelas palavrinhas o que todos sentiram juntos.
É aquilo que você disse, tocou-me, e eu vi e senti tão perto de você. Nesse momento vi com teus olhos, senti o sabor de estar ali com você. Senti o frio, e me aqueci com o calor do que me disse. Senti a fome e saciei porque me inundou de alimento pra alma.
Senti o carinho de suas palavras, e nisso, sentimos algo juntos, eu, você... que tiveram expressão no mundo além palavras. O que aconteceu comigo neste despertar da leitura, foi que alcei um vôo longo, interno e profundo, com mil outras leituras anteriores, conjuntas. E mudei um pouco também, porque deixei-me religar a esses outros alguéns.  Alguéns estes, e tantos, que moram em mim, com vozes e tons poéticos, a mesma rede de sentires.

Leiam poemas, escrevam poemas, bebam, comam, respirem, inspirem... poemas. Pois como disse algum desses poetas, poesia vai salvar o mundo, ou nas minhas próprias, vai adoçar a aridez de corações. 

2 comentários: